São Vicente, Sábado  22 de Novembro de 2014
Untitled Document
  .:VIDA CRISTÃ
  * Crianças
  * Família
  * Pre Adolescentes
  * Adolescentes
  * Jovens
  * Missões
  * Estudos Bíblicos
  * Seja Edificado
  * Testemunhos
  * Retiros
  * Adoração e Discipulado

  .:MULTIMÍDIA
  * Galeria
  * Vídeos
  * Links
  * Plano de Leitura Diário

  .:VARIEDADES
  * Nossa Cidade
  * Acontece em SV
  * Saúde
  * Culinária

* Seja Edificado

Deus Prova nossa Fé - Daniel Beda
A palavra de Deus nos ensina a olharmos firmemente para Jesus, pois Ele nos enche de fé pelo testemunho da Sua vida.

Deus prova a nossa fé

 

(TG 1:2-4) “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes”.

 

O que é provação? São aflições, conflitos ou situações difíceis que nós enfrentamos na nossa vida.

 

Tiago diz que este é o meio pelo qual Deus prova e nossa fé. E ele continua dizendo que a provação deve ser um motivo de grande alegria.

 

A palavra nos traz vários exemplos de irmãos que tiveram a sua fé provada, (HB 11 traz uma lista deles), mas gostaria de concentrar em apenas uma  passagem da história do povo de Israel, que tem tudo a ver com as nossas vidas.

(NM 13:1-3) Disse o SENHOR a Moisés: 2 Envia homens que espiem a terra de Canaã, que eu hei de dar aos filhos de Israel; de cada tribo de seus pais enviareis um homem, sendo cada qual príncipe entre eles. 3 Enviou-os Moisés do deserto de Parã, segundo o mandado do SENHOR; todos aqueles homens eram cabeças dos filhos de Israel.

 

(NM 13:25-29) Ao cabo de quarenta dias, voltaram de espiar a terra, 26 caminharam e vieram a Moisés, e a Arão, e a toda a congregação dos filhos de Israel no deserto de Parã, a Cades; deram-lhes conta, a eles e a toda a congregação, e mostraram-lhes o fruto da terra. 27 Relataram a Moisés e disseram: Fomos à terra a que nos enviaste; e, verdadeiramente, mana leite e mel; este é o fruto dela. 28 O povo, porém, que habita nessa terra é poderoso, e as cidades, mui grandes e fortificadas; também vimos ali os filhos de Anaque. 29 Os amalequitas habitam na terra do Neguebe; os heteus, os jebuseus e os amorreus habitam na montanha; os cananeus habitam ao pé do mar e pela ribeira do Jordão.

 

(NM 14:1-4) Levantou-se, pois, toda a congregação e gritou em voz alta; e o povo chorou aquela noite. 2 Todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Tomara tivéssemos morrido na terra do Egito ou mesmo neste deserto! 3 E por que nos traz o SENHOR a esta terra, para cairmos à espada e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos para o Egito? 4 E diziam uns aos outros: Levantemos um capitão e voltemos para o Egito.

 

Deus provou a fé do seu povo antes de fazer-lhes possuir a terra prometida: Deus poderia conduzir o povo de Israel até a terra prometida sem que eles precisassem passar por essa situação, mas antes de receberem a benção Deus provou a sua fé. Esta história nos ensina que diante da provação nós podemos ter duas atitudes: Incredulidade ou fé. A incredulidade é o oposto da fé e pode trazer sérias conseqüências.

 

Quais as conseqüências que a incredulidade pode trazer:

 

1-A incredulidade anula a ação de Deus:

Destes doze espias de Israel, dez eram incrédulos, e a sua incredulidade causou desânimo a toda a congregação: Eles disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós”.(NM 13:31).

 

Eram apenas dez incrédulos que se multiplicou em quase dois milhões de incrédulos.  (NM 14:1-2) “Levantou-se, pois, toda a congregação e gritou em voz alta; e o povo chorou aquela noite. Todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Tomara tivéssemos morrido na terra do Egito ou mesmo neste deserto!”.

 

Por causa da incredulidade de toda a congregação, Deus não permitiu que aquela geração entrasse na terra prometida:

(NM 14: 21-23) “Porém, tão certo como eu vivo, e como toda a terra se encherá da glória do SENHOR, nenhum dos homens que, tendo visto a minha glória e os prodígios que fiz no Egito e no deserto, todavia, me puseram à prova já dez vezes e não obedeceram à minha voz, nenhum deles verá a terra que, com juramento, prometi a seus pais, sim, nenhum daqueles que me desprezaram a verá”. 

 

2-A incredulidade faz com que olhemos somente para as dificuldades:

Os dez espias só olharam para as dificuldades. Falaram mal da terra prometida, generalizaram dizendo que todo o povo daquela terra era gigante, levaram toda a congregação se esquecer do que Deus havia feito no passado.

 

(NM 13:31-33) “Porém os homens que com ele tinham subido disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós. E, diante dos filhos de Israel, infamaram a terra que haviam espiado, dizendo: A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra que devora os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura. Também vimos ali gigantes (os filhos de Anaque são descendentes de gigantes), e éramos, aos nossos próprios olhos, como gafanhotos e assim também o éramos aos seus olhos”.

 

(NM 14:11) “Disse o SENHOR a Moisés: Até quando me provocará este povo e até quando não crerá em mim, a despeito de todos os sinais que fiz no meio dele?”.

 

A palavra de Deus nos ensina a olharmos firmemente para Jesus, pois Ele nos enche de fé pelo testemunho da Sua vida. (HB 12:2).

 

3-A incredulidade nos impede de alcançarmos as promessas:

A incredulidade levou o povo de Israel decretar a sua sentença. (NM 14:2) tomara tivéssemos morrido na terra do Egito ou até mesmo neste deserto. Deus ouviu a murmuração do povo e fez conforme eles haviam falado:

(NM 14:28-29) “Dize-lhes: Por minha vida, diz o SENHOR, que, como falastes aos meus ouvidos, assim farei a vós outros. Neste deserto, cairá o vosso cadáver, como também todos os que de vós foram contados segundo o censo, de vinte anos para cima, os que dentre vós contra mim murmurastes”.

 

Até esse ponto eles haviam andado 2 anos, depois tiveram que andar mais 38 anos e somente a geração de 20 anos para baixo veria a terra prometida.

 

Ao contrário da incredulidade, a fé traz benefícios para as nossas vidas, pois Deus se agrada daquele que tem Fé:

 

1-A fé nos leva a experimentarmos o poder de Deus:

Josué e Calebe, primeiro creram para depois experimentar o poder de Deus. Isso aconteceu para nos mostrar que a atitude de fé deve vir antes das promessas

(JS 14:10-11) “Eis, agora, o SENHOR me conservou em vida, como prometeu; quarenta e cinco anos há desde que o SENHOR falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e, já agora, sou de oitenta e cinco anos. Estou forte ainda hoje como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força naquele dia, tal ainda agora para o combate, tanto para sair a ele como para voltar”.

 

2-A fé abre os nossos olhos para ver como Deus vê:

Josué e Calebe se lembraram das maravilhas que Deus já tinha feito e a sua fé retirou todo o medo dos seus corações e fez com que eles vissem toda aquela situação de forma positiva.

 

(NM 14:6-9) A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra muitíssimo boa. Se o SENHOR se agradar de nós, então, nos fará entrar nessa terra e no-la dará. Tão-somente não sejais rebeldes contra o SENHOR e não temais o povo dessa terra, porquanto, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”.

 

3-A fé nos possibilita alcançarmos as promessas:

Dois milhões de pessoas, apenas duas pessoas entraram na terra prometida. A fé  permitiu com que Josué e Calebe alcançassem as promessas de Deus.

 

(NM 14:24) Porém o meu servo Calebe, visto que nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o farei entrar a terra que espiou, e a sua descendência a possuirá.

 

Sem Fé é impossível! Com Fé tudo é possível.

 

 

No amor de Jesus,

Daniel beda.

 



Atalhos da página
Editar Imprimir esta página.
Editar Mandar link para um amigo.

Fone (13) 3561-5139 - Horário de funcionamento, de segunda a sexta das 9h as 16h30 - E-mail: igrejaemsv@hotmail.com
Rede Social Corporativa e-Solution Backsite